O que é desenvolvimento full stack?

Sabemos que a hard skill básica que full stacks devem ter é a capacidade de desenvolvimento em back-end, front-end e banco de dados. Hoje em dia, mesmo que eu não atue diretamente no back-end, eu consigo conversar numa mesma linguagem com pessoas que vão desenvolver APIs do lado do servidor. Então, o meu dia a dia de dev full stack consiste em transformar telas do figma em aplicações ricas e levar os dados imputados pelo usuário, passando por APIs e chegando onde serão, de fato, armazenados no banco de dados.” Essa é uma das stacks mais populares, principalmente no desenvolvimento de aplicações web escaláveis.

Embora compartilhe algumas habilidades com devs https://giroemipiau1.com.br/2023/12/27/bootcamp-de-programacao-o-que-e-e-quais-habilidades-voce-nao-precisa-ter/, o seu papel é mais amplo e requer uma compreensão mais profunda do negócio e do processo de desenvolvimento. Dessa forma, podemos ver que as stacks citadas anteriormente são de fato interessantes para o mercado, já que boa parte de suas linguagens de programação e frameworks são atualmente bastante utilizados. Todos os anos são feitas pesquisas com o intuito de entender melhor a situação do mercado de tecnologia. Entre essas pesquisas, uma bem relevante é a feita pelo Stack Overflow, que nos traz uma visão sobre quais linguagens e ferramentas estão sendo mais utilizadas, bem como os anseios de quem trabalha na área. Além disso, devs mobile também utilizam ferramentas específicas para o desenvolvimento de aplicativos que facilitam o processo, como o Xcode para o iOS e o Android Studio para o Android. Dessa forma, ainda por volta dos anos 2000, surge o termo “Full Stack” para denominar as pessoas desenvolvedoras que tinham habilidades de trabalhar tanto com o front-end quanto com o back-end de aplicações web.

Passo 2: Aprimore seus conhecimentos

O AOP é um paradigma de programação que usa o cross-cutting para criar um programa flexível que se ajusta rapidamente às mudanças. Por exemplo, você pode usar Javascript ao criar botões para os usuários clicarem. Naturalmente, como os desenvolvedores full-stack têm uma extensa gama de responsabilidades no trabalho, eles são compensados razoavelmente bem.

  • Embora compartilhe algumas habilidades com devs full stack, o seu papel é mais amplo e requer uma compreensão mais profunda do negócio e do processo de desenvolvimento.
  • Com as Apostilas de tecnologia sobre Front-end, Programação, UX & Design e Ciências de Dados da Alura avance nos estudos e no desenvolvimento da sua carreira em T.
  • É uma instituição de ensino que possui nota máxima no MEC, sendo referência no mercado.
  • Se fazia necessário o uso de ferramentas mais robustas para a construção do front-end de páginas na web.

Se você está entediado em sua função atual de desenvolvimento, a transição para um trabalho de desenvolvimento full-stack pode ser a melhor coisa que você poderia fazer por sua carreira. Os DevOps, ou o pessoal de operações, são responsáveis por lidar com quaisquer instabilidades de sistemas dentro de uma empresa, sejam relacionadas a falhas de execução ou lacunas de segurança. Para utilizá-lo, basta vinculá-lo com outras ferramentas de teste e implementação. Também faz parte das habilidades exigidas deste programador que ele saiba trabalhar com variados tipos de frameworks e bibliotecas. Entre elas, as mais comuns são jQuery, VueJS, Angular, TailwindCSS e Bulma.io.

Curso de programação: Kenzie é a melhor opção do Brasil

As APIs são amplamente utilizadas em aplicações web e mobile para integrar diferentes sistemas e serviços. É essencial que a pessoa desenvolvedora front-end tenha conhecimento do que se trata cada um desses processos, até mesmo pensando que, em alguns casos, é comum vermos devs front-end realizando essas tarefas. Também é importante que a pessoa front-end possua alguns conhecimentos sobre UX Design. Essa área aborda técnicas para garantir que a interação do usuário com a interface seja intuitiva, fácil de usar e agradável.

  • Em empresas grandes, há uma maior necessidade de lidar com múltiplos projetos ao mesmo tempo, por isso, contratar full stacks pode reduzir os custos de contratação e treinamento de vários especialistas.
  • É importante conhecer o propósito de cada tecnologia, para que seja possível escolher a melhor combinação entre elas de acordo com o seu objetivo.
  • Como full stack developer, o teu salário depende principalmente do projeto em que estás a trabalhar e dos teus conhecimentos; a proficiência em linguagens de programação melhora as tuas perspetivas de emprego e o teu pacote de remuneração.
  • A framework Laravel é de código aberto e segue o padrão arquitetônico MVC (MVC significa “Model, View, Controller”).
  • Você pode se aprofundar nesses tópicos aqui na Alura com a Formação de UX Design.
  • Se é algo que faz sentido para as empresas, a tendência é aparecer cada vez mais vagas deste tipo e, se estiver preparado, a tendência é ter mais oportunidades em que você se enquadre.

Para o iOS, utilizam principalmente Swift e Objective-C, enquanto para o Android, Java e Kotlin são as linguagens mais utilizadas. Além disso, devs back-end geralmente trabalham em conjunto com profissionais de DevOps para criar e gerenciar a infraestrutura de servidores. Essa área também é muito importante pois é com ela que garantimos que os sistemas estejam sempre disponíveis e funcionando corretamente. Porém, em muitas empresas esses papéis se fundem e por isso é bem comum que devs back-end assumam as atribuições de DBAs.

O que é Full Stack?

Para entender a diferença entre front-end e back-end, podemos fazer uma analogia com a construção de uma casa. Além da modelagem, devs back-end usam linguagens de manipulação de dados, como o SQL, que é extremamente conhecido e usado para consultar, alterar e outras ações na maioria dos bancos SQL. Para isso, aqui na Alura temos uma formação a partir do zero usando HTML e CSS de forma prática para construir páginas web. Para se aprofundar no assunto, deixamos como recomendação um episódio da minissérie Alura.MD do canal Código Fonte TV no Youtube, em que o CEO e fundador da Alura Paulo Silveira traz uma explicação detalhada sobre o que é ser dev curso de cientista de dados. Há muitos recursos que você pode usar para construir suas habilidades de desenvolvimento.

Como antagonista ao front-end, desenvolvimento back-end é tudo aquilo que envolve o core de uma aplicação, ou seja, tudo aquilo que o usuário não vê e que diz respeito à sua infraestrutura interna e funcionamento. Recebe alertas por email quando tivermos novas oportunidades de emprego como full stack developer. Ainda assim, tendo um back-end em Node.js não lhe restringe a esse banco, tendo outras opções como MySQL e MS SQL Server, por exemplo.

Desenvolvimento mobile

Além disso, a Kenzie Academy Brasil oferece uma metodologia de ensino inovadora, com foco na prática e na preparação para o mercado de trabalho. Ser um desenvolvedor Full Stack requer conhecimentos em várias áreas diferentes, como linguagens de programação, bancos de dados e servidores, e isso pode ser muito útil para projetos de qualquer tamanho. A habilidade de trabalhar em todas as partes do desenvolvimento de um projeto, desde a interface do usuário até o armazenamento de informações, pode tornar o processo mais eficiente e permitir uma visão mais ampla do projeto como um todo. Ser capaz de entender e trabalhar em todas as áreas de um projeto pode ser uma grande vantagem para o desenvolvedor e para a equipe como um todo. O desenvolvimento de software é uma área em constante evolução, com novas tecnologias e ferramentas surgindo a cada dia.